domingo, 10 de maio de 2009

A EFETIVIDADE DO PROPANOLOL NO TRATAMENTO DOS HEMANGIOMAS




O assunto mais procurado, no meu blog, é HEMANGIOMA.

Muitas mães, assim como eu, além de procurarem um especialista, também procuram alento, cumplicidade, palavras de apoio e troca e experiências.

Estamos muito felizes com o resultado do tratamento com propanolol. A Beatriz está respondendo super bem ao medicamento e os resultados foram muito rápidos.

Estava dando uma passeada pela net e encontrei este artigo. É esclarecedor e tem linguagem bem acessível.

A EFETIVIDADE DO PROPANOLOL NO TRATAMENTO DOS HEMANGIOMAS PROLIFERATIVOS
INTRODUÇÃO: Os hemangiomas proliferativos são os tumores mais freqüentes da infância.
Progridem após o nascimento e sofrem regressão, a partir da segunda década de vida.
Podem comprometer funções vitais, causar deformidades e deixar seqüelas permanentes.

Apesar de benignos, os hemangiomas proliferativos podem assumir características
alarmantes, dentre as quais as mais freqüentes são úlceras, sangramento e infecção
secundária (1). Outros fatores alarmantes são: deformidade, obstrução de visão e de vias
aéreas, comprometimento hepático, anemia e plaquetopenia.

A conduta expectante representa um risco para os portadores de complicações, uma vez
que alguns pacientes sofrem comprometimentos estético e funcional.
Entre os medicamentos empregados até o momento para tratamento dos hemangiomas
proliferativos alarmantes, podemos citar o corticóide, o interferon alfa e a vincristina (2,3,4).
O corticóide é efetivo no controle da evolução em cerca de 50% dos casos, porém
apresenta efeitos colaterais indesejáveis. Para evitar as complicações relacionadas ao uso
prolongado, o corticóide é prescrito por tempo limitado, e a interrupção pode resultar em
crescimento rebote.

Em relato recente na literatura, um caso de hemangioma proliferativo desenvolveu
miocardiopatia obstrutiva hipertrófica durante a corticoterapia. Ao ser tratada com
propanolol, houve uma melhora inesperada do hemangioma. O corticóide foi suspenso e o
propanolol mantido, sem que houvesse crescimento rebote (5).

OBJETIVO: O propanolol foi divulgado recentemente na literatura como uma opção
terapêutica para tratamento dos hemangiomas proliferativos. Nesse sentido, testamos o
propanolol no tratamento de duas pacientes portadoras de hemangiomas proliferativos
alarmantes, cujo relato se segue, com o respectivo resultado.

MATERIAL E MÉTODO: A primeira paciente, de quatro meses de idade, apresentava
comprometimento extenso de face – pálpebra inferior, nariz, lábio inferior, geniana,
parotídea e cervical, obstrução do conduto auditivo, comprometimento de vias aéreas,
úlceras com secreção purulenta. O tratamento foi iniciado com cefalexina (100mg/kg/dia –
7dias), prednisona (4mg/kg/dia) e propanolol (2mg/kg/dia), uso contínuo.

A segunda paciente, de três meses de idade, apresentava comprometimento extenso de
região parotídea e cervical, com obstrução do conduto auditivo. O tratamento foi iniciado
com prednisona (4mg/kg/dia) e propanolol (2mg/kg/dia).

RESULTADOS: Após dois dias de tratamento, já foi possível observar a resposta com
redução do volume e melhora da tonalidade da lesão cutânea. Com duas semanas de
tratamento, as pacientes mostraram redução de 50% do volume inicial.
Não houve relato de efeitos colaterais ou toxicidade durante as duas semanas de
tratamento.

DISCUSSÃO: Os hemangiomas proliferativos da infância apresentam progressão dramática
nas primeiras semanas de vida. Podem causar deformidade, provocar ferimentos,
comprometer funções, como a visão e a respiração.

Até o momento, as drogas disponíveis para tratamento desses casos, a exemplo do
corticóide, do interferon alfa e da vincristina, estavam associadas a efeitos colaterais,
toxicidade e efeito rebote.

Para os casos tratados com propanolol, observamos efetividade no tratamento dos
hemangiomas proliferativos, porquanto se constataram redução do volume da lesão,
clareamento da tonalidade e melhora na resistência à palpação. Além disso, não foram
observados efeitos colaterais ou toxicidade.

A atuação do propanolol nos hemangiomas proliferativos pode ser explicada por causar
vasoconstrição capilar, reduzir a expressão dos fatores angiogênicos VEGF e bFGF, e
induzir a apoptose das células endoteliais (6,7).

CONCLUSÃO: O propanolol foi efetivo no tratamento dos hemangiomas proliferativos,
interrompendo a progressão e induzindo a regressão precoce.

1. Enjolras O, Riche MC, Merland JJ, Escande JP. Management of alarming hemangiomas
in infancy: a review of 25 cases. Pediatrics 1990;85:491-8.

2. Edgerton MT. The treatment of hemangiomas: with special reference to the role of steroid
theraphy . Ann Surg 1976;183:517-32.

3. Ezekowitz RAB, Phil CBD, Mulliken JB, Folkman J. Interferon alfa-2a therapy for lifethreatening hemangiomas of infancy. N Engl J Med 1992;326:1456-63. [Errata, N Engl J Med 1994;330:300, 1995;333:595-6.]

4. Enjolras O, Brevière GM, Roger G, Tovi M, Pellegrino B, Varotti E, Soupre V, Picard A,
Leverger G. Vincritine treatment for function- and life-threatening infantile hemangioma. Arch Pediatr 2004; 11:99-107.

5. Léauté-Labrèze C, de la Roque ED, Hubiche T, Boralevi F. Propanolol for severe
hemangiomas of infancy . N Engl J Med 2008;358:2648-51.

6. D’Angelo G, Lee H, Weiner RI. cAMP-dependent protein kinase inhibits the mitogenic
action of vascular endothelial growth factor and fibroblast growth factor in capillary
endothelial cells by blocking Raf activation. J Cell Biochem 1997;67:353-66.

7. Sommers Smith SK, Smith DM. Beta blockade induces apoptosis in cultured capillary
endothelial cells. In Vitro Cell Dev Biol Anim 2002,38:298-304.

24 comentários:

  1. Fiquei sabendo essa semana dia 20 de maio de 2009, que o propanolol pode provocar hypoglicemia ou crise asmática e que por isso está sendo revisado o tratamento com esse medicamento, também aguardo uma resposta de qual seria a solução para substituir tal medicamento que realmente tem um resultado muito satisfatório na redução das lesões, por favor caso alguem saiba de algo a respeito, entrar em contato comigo: mpissinate@gmail.com.

    ResponderExcluir
  2. Fiquei sabendo essa semana dia 20 de maio de 2009, que o propanolol pode provocar hypoglicemia ou crise asmática e que por isso está sendo revisado o tratamento com esse medicamento, também aguardo uma resposta de qual seria a solução para substituir tal medicamento que realmente tem um resultado muito satisfatório na redução das lesões, por favor caso alguem saiba de algo a respeito, entrar em contato comigo: mpissinate@gmail.com.

    ResponderExcluir
  3. GOSTEI MUITO !.Tenho uma bebe de 6meses que começou o tratamento com o propranolol e fique sabendo atraves do medico dos efeitos colaterais ate diminui os batimentos cardiacos mesmo preoculpada tenho fe que vai ser um sucesso o tratamento do hemangioma que ela tem no peito. muito bom poder falar disso com alguem que sabendo o que falo, felicidades e muuuuuuuuita saude.

    ResponderExcluir
  4. GOSTEI MUITO !.Tenho uma bebe de 6meses que começou o tratamento com o propranolol e fique sabendo atraves do medico dos efeitos colaterais ate diminui os batimentos cardiacos mesmo preoculpada tenho fe que vai ser um sucesso o tratamento do hemangioma que ela tem no peito. muito bom poder falar disso com alguem que sabendo o que falo, felicidades e muuuuuuuuita saude.

    ResponderExcluir
  5. Adriana,
    A cardiologista me alertou para o fato da possibilidade de apatia em função da diminuição batimentos cardíacos.
    No início fiquei muito preocupada, mas a B continuou a mil!
    Hoje posso afirmar que ela não mudou nada usando o medicamento.
    Sucesso.
    Bjks

    ResponderExcluir
  6. Minha filha de 4 meses ira iniciar o tratamento amanha, estou bem apreensiva...mas muito esperançosa..a Dra Heloisa é muito competente!!
    Ela ira tomar o de 10 mg. dividido ao meio, de 12/12hs. Sua filhinha toma que dosagem??

    ResponderExcluir
  7. Minha filha de 5 meses tem um hemangiona na pálpebra do olho direito...por algumas semanas ficou fechado...ela iniciou o tratamento com propanolol no inicio meio comprimido 12/12 h e teve uma grande melhora...não parece q ela teve hemangioma, pq nem o vermelhidão tem mas....ela esta ótima clinicamente nem um problema ocorreu durante o tratamento

    ResponderExcluir
  8. Que legal, Bruna!
    A gente fica tão insegura no começo do tratamento, né?
    Fico feliz que tudo tenha dado certo.
    Bjks e obrigada pelo depoimento.

    ResponderExcluir
  9. A minha filhota tem 6 meses e tem um hemangioma na virilha e está ulcerado. Ela sofre muito. Iniciou no dia 9/12/2010 o tratamento com propanolol, espero que resulte. Ando triste e com o coração apertado. obrigado pelo vosso alento.

    ResponderExcluir
  10. Sonia,
    Tomara que o resultado seja rápido e que ela pare de sofrer.
    Tenha força, pois estás trilhando o caminho certo, ou seja, ao lado de um profissional médico que está te orientando.
    Fiquem bem. Estou aqui para o que precisares.
    Bjks

    ResponderExcluir
  11. hi, new to the site, thanks.

    ResponderExcluir
  12. ola sou uma mae de uma menina linda ,mas que nasce e aparece um hemangioma exuberante.
    queria partilhar isto com outras maes,e ate ajuda las neste aspecto.

    ResponderExcluir
  13. Hello. I think you're wrong. I'm sure. I can prove it.

    ResponderExcluir
  14. Olá, meu nome é Erika, tenho 30 anos e tenho o hemangioma na face esquerda, quase que inteira. Comecei a fazer o clareamento com o laser, mas além de ser um tratamento muito caro, demora e é dolorido. Gostaria de saber qual o especialidade de médico que posso procurar para verificar a possibilidade do uso do propanolol. Apesar da minha idade ainda sinto o preconceito das pessoas. Sou estudante e a faculdade é o pior lugar para se conviver com isso, mas graças a Deus minha mãe e meu namorado me ajudam muito. Queria muito fazer um teste diferente, além do tratamento do laser. Agradeço pela atenção. Abraços.

    ResponderExcluir
  15. Olá,
    Tenho 38 anos e, ha 1 ano e meio apareceu um hemangioma interno do lado esquerdo de minha face(em forma de tumor). Gostaria de saber de alguem que ja tenha feito o tratamento com essa medicacao e me diga o resultado. Obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!
      Infelizmente não sei te responder.
      Já procuraste um especialista?
      Um abraço,
      Elisa.

      Excluir
  16. Olá sou Natália mãe do Ravy de 3 anos q tem um hemangioma na língua já nasceu com isso notei nos primeiros dias de vida dele mais todos os médicos q eu levei ele dizia q ia sumir ate q em marco deste ano encontrei um MÉDICO q entendia do assunto e me explicou o q era isso. O hemangioma do Ravy parece vivo ele cresce e diminui sozinho e muda de cor. Ele j fez os exames agora dia 16 ele vai pra consulta mostrar os exames e começar o tratamento. Sou de fortaleza e o Ravy faz tratamento no PETER PAN hospital infantil do câncer ótimo hospital.
    Vc tem ajudado muita gente q Deus te abençoe e sua filha!!!!! ;*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Natália, obrigada pelo carinho!
      Vamos ficar torcendo para que o Ravy tenho ótimos resultados com o tratamento.
      Bjks

      Excluir
  17. OI JÁ NOS FALAMOS A UM TEMPO ATRÁS MAS VOU REPASSAR A MINHA HISTORIA DA MINHA FILHA ELA HOJE TEM 3 ANOS E 6 MESES JÁ PROCUREI VÁRIOS MÉDICOS MAS NENHUM RESULTADO ELA TEM HEMANGIOMA EM CIMA DO OLHO DIREITO QUE SE ESTENDE POR LADO DIREITO DO NARIZ E PARTE INFERIOR DO LÁBIO NO LADO DIREITO ATUALMENTE PAROU DE CRESCER E ESTA ROSADO O MEDICO DELA ME DISSE QUE É PLANO O HEMANGIOMA E NÃO TEM MUITAS OPÇÕES DE TRATAMENTO SÓ O LASER E MAS TARDE,SÓ QUE NÃO QUERO ESPERAR E NÃO VOU,GOSTARIA DE SABER O HEMANGIOMA DE SUA FILHA ERA PLANO? FOI TRATADO COM PROPRANOLOL SOMENTE OU TEVE OUTROS REMÉDIOS JUNTO, E O PRINCIPAL O DR JOSE DE SOUZA TEM ALGUM EMAIL PARA Q EU PUDESSE ENVIAR FOTOS DO HEMANGIOMA DA MINHA FILHA PARA ELE ANALISAR E VER SE RESOLVE EU IR ATE FLORIANÓPOLIS PARA TRATA-LA COM ELE QUAIS AS FORMAS DE PAGAMENTO QUE ELE ATENDE ,PLANOS DE SAÚDE QUAIS,CONSULTA PAGA QUANTO,ATENDE PELO SUS,EU SEI Q SÃO MUITAS DUVIDAS MAS SE PUDESSE ME AJUDAR AO MENOS UM POUCO ESTARIA BEM AGRADECIDA MEU EMAL É leonirlikes@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá!!!

      Sim, o hemangioma da minha Bê era plano num lado e mais elevado na ponta.
      Ela usou somente propanolol, sem mais nenhum medicamento ou procedimento.

      O Dr. José Antônio de Souza tem email, mas não lembro bem qual é. Acho que é jas@ alguma coisa, mas não lembro (desculpe). Quem sabe eles te informem na clínica em que ele atende?

      Nós temos plano de saúde (Unimed) e foi assim que "pagamos" as consultas. Acho que ele atende pelo SUS se for no Hospital Joana de Gusmão (Hospital Infantil), mas também não tenho certeza.

      Vou te passar os dados dele:

      CLÍNICA ARCO-ÍRIS
      R. Juvan Rocha, s/n, Agronômica Florianópolis - SC, 88025-300
      (48) 3228-0215

      HOSPITAL INFANTIL
      Rua Rui Barbosa, 152 (Agronomica)
      88025-301 Florianopolis, Santa Catarina SC
      Planos de saúde: Unimed
      Fone: (48) 32519000

      Excluir
  18. Olá sou mãe da Eloísa,não nasceu com o hemangioma.Depois de 15 dias que ele veio atona! se espalhou inchou muito ficou maior do que o nariz! com 2meses a médica dela receitou propanolol e hoje só tem uma machinha bem pequena.Ela esta hoje com 10meses...

    ResponderExcluir
  19. ana lucia stefano23 de abril de 2014 19:57

    Boa noite, tenho uma neta de 9 meses chamada Valentina, e els possuiu um hemangioma dentro dis grandes labios, minha filha levou a sua pediatra qye encaminhou para o dermatoligista que solicitou ums visita ao cardioligista para efetuar um tratamento mas teria que escutar o cardioligista. Estou apavorada . Isto procede?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana Lúcia!
      Quando minha pequena iniciou o tratamento com propanolol ela também teve que se consultar com um cardiologista antes.
      Espero que o tratamento também ajude bastante a Valentina.
      Fiquem tranquilas

      Excluir

Obrigada por participar!